Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ponte Instantânea

… que prometia ser mais segura.

Ponte Instantânea

… que prometia ser mais segura.

As guerras civis: a luta de Sertório

A Romanização do atual território português

Agosto 31, 2020

3aNhRe1m.jpg

Quitino Sertório

Nos inícios do século I a.C. agudizaram-se as oposições. De um lado estavam os chamados «populares» ou «democratas», chefiados por Gaio Mário; do outro, Lúcio Cornélio Sula chefiava o chamado «partido aristocrático», ou «conservador». Venceu os «democratas» em 82 a.C.

sertorio.gif

 

Quitino Sertório, um mariano, regressa à Hispânia e vai somando vitórias e alargando o seu domínio, até consolidar a estrutura do seu poder na Hiapânia.

A resistência sertoriana contribuiu mais poderosamente para a romanização da Hispânia do que várias décadas de poder provincial.

O grande objetivo dos partidários de Sertório era, de fato, tomar o Poder de Roma. Depois da morte de Sertório e derrota de Perperna (sertoriano), Pompeu, que levou a fama de haver vencido a guerra

A conquista: a campanha de Décio Júnio Bruto

A romanização do atual território português

Agosto 31, 2020

12269449354_46aab83533_o-1-640x427.jpg

Estátua do General Décio Júnio Bruto em frente ao rio Lima

A primeira grande campanha militar romana no atual território português só se efetuou em 138 a.c. A iniciativa esteve a cargo do novo governador da Ulterior, Décio Júnio Bruto.

A estátua na fotografia relembra um episódio no rio Lima em que os soldados romanos se recuraram atravesar o rio com medo de perderem a memória. O temor foi vencido pelo exemplo do General, que sozinho, atravessou o rio.

A conquista: Viriato

A romanização do atual território Português

Agosto 27, 2020

Nt-Viriato_Viseu.jpg

Estátua de Viriato em Viseu, Portugal

1280px-Campañadeviriato.svg.png

Algumas operações militares dos Lusitanos (147-140 AEC)

Os confrontos dos Lusitanos com os Romanos foram constantes e quase sempre bem sucedidos, o que permitiu a Viriato o controle de boa parte da Andaluzia. 

Muerte_de_Viriato_por_José_Madrazo.jpg

Face ao avanço do general romano Servílio Cipião, Viriato, em posição difícil, enviou três emissários para negociar a paz. Cipião aliciou-os para, no regresso, assasinarem o seu chefe; Viriato. 

Os antecedentes da conquista: a II Guerra Púnica

A romanização do atual território Português

Agosto 25, 2020

maxresdefault.jpg

Tratado do Ebro | 226 AEC | Cartagineses cedem toda a região do norte e não ultrapassam a região de Ebro

anibal-barca-busto-2.jpg

Aníbal Barca, novo comandante cartaginês. Processo expansionista.

original.jpg

Aníbal Barca cerca e conquista Sagunto em 219 AEC

Second_Punic_War_full-pt.svg.png

Cartagineses (Aníbal) vencidos em Tarráco

220px-Iter_Scipionis_ab_Tarraco_ad_Novam_Carthago_

General Públio Cornélio Cipião toma Nova Cartago em 209 AEC

f0b5efe9b463e3f1e4b95a11901f3e34eca022ab_hq.jpg

Roma derrota Aníbal Barca no norte de áfrica. Batalha de Zama, 206 AEC

 

 

Os antecedentes da conquista: a presença cartaginesa na Península Ibérica

A romanização do atual território Português

Agosto 25, 2020

primeira-guerra-punica.png

Duas potências entram em conflito, Cartago x Roma. Disputa pela hegemonia do Meditterâneo Central.

 

800px-First_Punic_War_Sicily_1_264-262BC.svg.png

I Guerra Púnica | 264 AEC

  • Roma ataca Messina (Sicília)
  • Roma vence
  • 238 AEC Cartago entrega Sardenha e Córsega
  • Cartágo fragilizado: guerras internas com mercenários

Mommsen_p265.jpg

General Amílcar Barca, desembarca com exércitos na Península Ibérica | Plano de preparação para novo confronto entre Carta e Roma

O processo de romanização

A romanização do atual território Português

Agosto 25, 2020

Atinge dimensões máximas nos fins do século I d.cO Império Romano atinge dimensões máximas nos fins do século I d.c

  • Diferença de outras realidades imperiais: 1) produto de um longo processo lento e seguro, assegurado por muitas gerações. 2) Implantação de novas realidades administrativas e adequa-se às diferentes tradições locais.
  • Exercício do poder eficaz: 1) facilidade de circulação 2) controle das regiões costeiras 3) boa rede portuária 4) Rede viária
  • "Nova" organização económica: produção de bens destinados ao mercado | Exploração de certos recursos | Especialização regional (capitalismo agrário, industria) | Matriz monetária.
  • Assimilação de novos costumes: Religião | Vestuário | Alimentação.
  • Processo de romanização: nova ordem territorial que incluía novas realidades político-administrativas - 1) sistema de centros urbanos 2) estabelecimento de hierarquias 3) processo de complexificação social. 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub